sábado, 31 de março de 2012

quinta-feira, 29 de março de 2012

Vá-se lá perceber...

A propósito deste post, lembrei-me do que se passa lá por casa. O homem maior lá de casa sempre que surjo com qualquer roupa para os miúdos refila que me farto de gastar dinheiro em roupa para eles (que só compro porque tem mesmo que ser - eles crescem a uma velocidade estonteante). Mas depois, quando os vê todos giraços, fica com um sorriso de orelha a orelha e só fala o quanto eles estão bonitos.

Pois.

Desculpem o mau feitio

Mas que gaita! Agora os "betos" até com o campismo resolveram meter-se! Mas acham realmente que isto é acampar? Só mesmo quem não gosta  e percebe de campismo é que pode dizer que sim...

O barato às vezes sai muito caro

Outro dia no Jumbo havia uma promoção em relação a umas sapatilhas para menina. Em relação ao calçado, costumo cuidadosa porque sei que os sapatos que eles calçam são importantes para a formação dos seus pés. Mas desta vez, fui na conversa e lá comprei porque até eram bem engraçadas.

Ontem, como estava calor, a mocinha lá de casa pediu para levar as ditas sapatilhas. E levou. E usou-as todo o dia. Quando chegou a casa, vinha a queixar-se um bocadinho que lhe doiam os pés. Pensei que fosse alguma bolha, porque normalmente com sapatos novos aparece sempre alguma.

Qual quê! Assim que a moça se descalça desata num choro terrível. Quando olho para os pés dela, tinha os dedos, por cima e por baixo, completamente queimados! Metiam dó. Doíam só de olhar. Minha pobre menina. Lá lhe pus os pés debaixo de água fria corrente, debaixo de muito choro (e com razão) e depois besuntei-lhe os dedos com Queimax. Mal lhe podia tocar. Antes de deitar, voltei a fazer o mesmo e hoje já acordou mais aliviada (um dos dedos, que ficou mais afectado, ainda lhe doía). Coitadinha.

Uma coisa é certa: Se já pouco os comprava, agora é que tenho mesmo a certeza que sapatos baratos nunca mais!

Dos blogs

"O diário de Passos Coelho


Querido diário
Hoje o dia correu-me bem!
De manhã a UE deu-me autorização para oferecer um Banco aos meus amigos angolanos e ainda lhes emprestar 600 milhões a juros que até um sem abrigo pode pagar. Espero que o Cavaco me telefone amanhã a agradecer este favor.
À tarde o Seguro disse que ia abster-se na votação do novo Código de Trabalho. Não fiquei surpreendido com o sentido do voto, mas sim com o facto de o Tó Zé se ter imposto e obrigado aquela cambada toda socialista a respeitar o sentido de voto. Temos homem! Nada melhor do que ter um amigo assim a liderar a oposição.
À noite fui à televisão fazer um exame. Ia confiante, porque a examinadora era a mulher do meu amigo Fernando e foi condescendente com as perguntas. Já tinha as respostas todas estudadas, foi canja! Mais fácil do que os exames da 4ª classe, o novo brinquedo do Nuno.
Com este meu ar bem falante ( não tenho culpa de ser bonito e ter este jeito de galanteador que aprendi com os amigos da Porcalhota) e de coelhinho indefeso, deixei muitos portugueses e portuguesas pelo beicinho. Taditos, ainda acreditam que vão pôr o dente nas amêndoas que ando a amealhar para distribuir pelos meus amigos.
Estou tão orgulhoso com a ingenuidade ( a palavra certa era cretinice, mas enfim…) dos portugueses que ainda tenho esperança que eles me peçam para dar um concerto de canto lírico no Coliseu. Seria a realização do meu grande sonho de juventude. Só espero que o meu padrinho não se oponha…
Amanhã vou tentar ensinar o Álvaro a dizer "competitividade"."
 
Escrito por Carlos Barbosa de Oliveira

29 de Março - Look


Não sou pessoa de "looks". Sei o que gosto, sei o que gosto de me ver vestido e não entro em modas. Hoje mesmo tenho uma camisola que uso "milhentas" vezes e que já perdi a conta aos anos que tem.

Não uso saias e vestidos a não ser em férias e mesmo esses são compridos, não uso amarelo porque o meu tom de pele não vai com amarelo, adoro quase todos os tons de azul, verde água, rosas clarinhos. Gosto de écharpes, mas só até o calor se começar a fazer sentir.

Sapatos baixos, sandálias baixas.

E pronto, é isto. Sou uma desilusão para as fashionistas, eu sei... :D

quarta-feira, 28 de março de 2012

28 de Março - Pessoa


Não pode ser pessoa, têm que ser pessoas. Porque são várias as minhas pessoas. E para resumir, as minhas pessoas são todos aqueles que amo e todos aqueles que me amam.

terça-feira, 27 de março de 2012

Nos blogs

"Remendos



O Nuno Crato, em quem eu, em tempos, pus alguma da minha parca fé, diz que a partir de agora quem não souber não passa. Acho muito bem. O que eu acho mal é que se avalie o que se sabe sem se ter garantido, previamente, o que se aprende. Porque melhorar o sistema de avaliação não é a mesma coisa que melhorar o sistema de ensino.


Mas o senhor, cuja inteligência prometia bem mais, de peito inchado e boca cheia, está todo orgulhoso e decidido a atirar mais estas poerinhas para os olhos dos pais e dos professores, a coser mais um remendinho mal amanhado para disfarçar o rasgão nestas calças sujas, gastas, podres e muito mal costuradas que a Educação em Portugal veste há muito tempo.


Mais um inútil aplicando inutilidades."
 
Escrito pela Mãe Preocupada

Hoje ouvi isto não consigo parar de cantar

É uma das minhas músicas favoritas.



 
Some things in life are bad

They can really make you mad
Other things just make you swear and curse.
When you're chewing on life's gristle
Don't grumble, give a whistle
And this'll help things turn out for the best...

And...always look on the bright side of life...
Always look on the light side of life...

If life seems jolly rotten
There's something you've forgotten
And that's to laugh and smile and dance and sing.
When you're feeling in the dumps
Don't be silly chumps
Just purse your lips and whistle - that's the thing.

And...always look on the bright side of life...
Always look on the light side of life...

For life is quite absurd
And death's the final word
You must always face the curtain with a bow.
Forget about your sin - give the audience a grin
Enjoy it - it's your last chance anyhow.

So always look on the bright side of death
Just before you draw your terminal breath

Life's a piece of shit
When you look at it
Life's a laugh and death's a joke, it's true.
You'll see it's all a show
Keep 'em laughing as you go
Just remember that the last laugh is on you.

And always look on the bright side of life...
Always look on the right side of life...
(Come on guys, cheer up!)
Always look on the bright side of life...
Always look on the bright side of life...
(Worse things happen at sea, you know.)
Always look on the bright side of life...
(I mean - what have you got to lose?)
(You know, you come from nothing - you're going back to nothing.
What have you lost? Nothing!)
Always look on the right side of life...



27 de Março - Sonho







Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

Eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é Cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.


António Gedeão, in 'Movimento Perpétuo'


segunda-feira, 26 de março de 2012

26 de Março - Comida


Adivinhem lá...

(a fotografia não é minha mas podia ser. É assim, tal e qual, que eu faço. Tudo à mistura)


E sobre o meu Benfica

é mesmo isto:

O campeonato que ninguém quer ganhar

Porto e Benfica não jogam nada, essa é que é essa. Não me admirava que a Académica engasgasse hoje o Braga, depois de ter empatado com o Benfica e o Porto. Estou proibido de ir à Luz amanhã, ordens do médico, mas a verdade é que, ao contrário do que parece acontecer com a equipa, eu quero é o campeonato. E este já devia estar ganho há que tempos. A exibição de Olhão conseguiu ser à altura da de Guimarães, e eu achava isso impossível. O discurso fácil da arbitragem esconde culpas próprias que são evidentes, pelo menos para mim: a equipa joga muito pouco, não existe plano B quando as coisas correm para o torto e sobretudo, há ali qualquer coisa que falha, na liderança. Só isso explica a falta de atitude e a maneira fácil como qualquer equipa, mesmo um Olhanense desfalcadíssimo, consegue evitar que o Benfica faça golos. Os jogadores, simplesmente, não fazem ideia do que devem fazer para mudar o jogo.


Dicas de treinador de bancada: experimentem ir à linha de fundo cruzar, abrindo espaços ao meio. Se tiverem dúvidas, Nolito, Bruno Cesar, Gaitan, Witsel...perguntem ao Maxi, que é o único que sabe fazê-lo. Se abrirem o jogo nas alas e não meterem sempre para o meio, o campo vai tornar-se maior, vão aparecer mais espaços, vão aparecer mais jogadores da defesa com dificuldade no posicionamento. Os avançados terão assim espaço para se mexerem e trocar as voltas às marcações, até aqui fáceis demais. Com mais intensidade, (sim meninos têm de correr mais, e cansar-se com nexo, sem ser o correr à toa, têm de saber pensar o jogo a cada momento) Nélson Oliveira pode explorar a sua própria velocidade, Cardozo ganha razão de existir (senão está só perdido o jogo todo, sem que lhe chegue uma bola). Rodrigo torna-se letal. E outra coisa: não sejam burros. Um tipo com a categoria do Aimar não pode ser tanso e fazer aquele movimento ao ir à bola, está mesmo a pedir chuva. Só pode queixar-se de si próprio, não me lixem. Por falar em burrice no campo: Emerson não inventes. Nada. Cortas a bola quando conseguires, entregas ao companheiro que estiver mais perto. Não fintes. Tipo autómato mesmo, nada de criar. Witsel: acorda para a vida. Tanto talento tem de aparecer em campo, não te escondas do jogo por baixo do penteado afro. Faz-te à vida, puto, não sejas preguiçoso. Gaitan: a sério, vais para Inglaterra no fim da época, ser milionário e isso, mas até lá deixa de passares o tempo armado em bom e sê bom mais vezes. Deixa-te de toques da treta e mete a bola nos avançados ou na baliza que é para isso que te pagam. Podes fazer os golos bonitos que quiseres, mas evita perder a bola por querer fazer sempre bonitinho. Jardel, diz ao Jesus que o Miguel Vitor é melhor. Javi, obrigado, pá. Dá uns carolos aí à rapaziada que anda a dormir no campo. Saviola: a sério, não podes fazer ar de calimero o ano inteiro e depois falhar um golo daqueles no último minuto. Tens categoria para muito mais, deixa-te de amuos. Luisão, reza mais, que não está a chegar. E se um ou outro passe longo chegam là à frente, não é por isso que vais passar o jogo a fazer a mesma coisa! Nolito e Bruno Cesar, só isto: chegar à linha de fundo vá...duas vezes em cada parte. Serão, ao todo, 8 cruzamentos para a área, dá-me ideia que estaremos mais próximos do golo, do que com aquelas vossas fintas para dentro, que acabam quase sempre com a bola na equipa dos outros.

Metam garra a disputar cada lance como se fosse o último. Joguem como equipa, sejam mais espertos que os adversários, mas não os substimem que o jogo das suas vidas é sempre o jogo contra o Benfica.

E metam isto na cabeça: vocês têm a obrigação de fazer mais, a vossa camisola é a do Benfica. E se conseguirem ser campeões não fiquem convencidos que são os maiores: terão feito, apenas, a vossa obrigação. JJ é duro?

Passem pela bancada, um dia destes.

Escrito pelo Pedro Ribeiro, claro.





domingo, 25 de março de 2012

25 de Março - Medo


Tenho dois grandes medos.

O primeiro de todos e aquele que me faz mais aflição quando penso nele é o medo de perder os meus filhos. Dói-me só de pensar.

O segundo é de morrer em sofrimento. Não tenho medo de morrer. tenho medo de sofrer para morrer.


sábado, 24 de março de 2012

24 de Março - Data


Data de nascimento. É o início de tudo. A minha data de nascimento marca o meu início enquanto pessoa real. A data de nascimento dos meus filhos marca o meu início enquanto mãe.

Existem outras datas importantes, mas para mim esta é a data mais importante.

sexta-feira, 23 de março de 2012

E com a chegada da Primavera chegam também...



AS ALERGIAS!!!!

Ó que saudades do nariz entupido! Ó que saudades da comichão na garganta! Ó que saudades da tosse seca irritante! 

23 de Março - Solidão


Uma coisa é a solidão, , que pode ser bastante penosa. Outra é a vontade de estar só,, quando ao atingir aquele ponto de cansaço tão grande só apetece estar sozinho para poder fechar os olhos e apenas ficar ali, sem pensar em nada nem ninguém.

Posso dizer que já senti as duas.

quinta-feira, 22 de março de 2012

E é ele uma adepto NÃO MUITO ferrenho :)

faria se fosse muito...

22 de Março - Lingerie



Simples e confortável. Sem rendas. Sem padrões. Branca, preta e cor de pele.

Hoje não fiz greve e está a roer-me por dentro

Trabalho há 27 anos, mais coisa menos coisa. Nestes 27 anos apenas não fiz greve 2 vezes. Da primeira que não fiz porque não concordava com os motivos da greve na altura. Sempre fiz greve por convicção, porque acreditava nos motivos pela qual ela era convocada. Aquela não.

Desta vez não fiz greve por um único motivo: sem seis vencimentos (somos dois) que este ano não vão chegar à nossa conta, não posso, mesmo, abdicar de um dia de salário. E é isso que me está a roer. Porque hoje eu faria greve. Isso eu não tenho qualquer dúvida.

quarta-feira, 21 de março de 2012

A minha "menina" está melhor

E eu estou tão contente que não consigo parar de sorrir.

21 de Março - Maquilhagem


Pois... estamos mal quanto a este tema. É que, de momento, não uso. Nada. Nadica de nada. Já usei, nada de especial, uma sombra clarinha, um rímel, um gloss e nada mais. Agora não uso nada. Alguns dirão por preguiça, eu digo por opção. Porque não quero levantar-me 5 preciosos minutos de sono mais cedo, porque não me faz falta, porque não me apetece. O homem lá de casa não se importa nada e isso, para além do que eu acho, é o mais importante.

Se podia andar mais "bonita"? Podia. Mas não é por aí que me apetece ir. Pode ser?

Olá Primavera!

google imagens

Eu sei, eu sei. A Primavera começou ontem e há explicações científicas para isso, bláblá, bláblá. Mas eu sou embirrante, o que é que querem? Para mim as estações mudam a 21 e pronto.

Por isso: BEM-VINDA PRIMAVERA!

terça-feira, 20 de março de 2012

20 de Março - Objecto


Ia aqui deixar um post sobre a paixão que tenho por canetas/esferográfica. Faço"colecção" delas. Nada de coisas caras, algumas até são oferecidas, mas gosto muito de canetas/esferográficas. Seria o meu obejcto de eleição hoje. Mas depois, atendendo aos últimos acontecimentos, resolvi escrever sobre outra coisa.

Eu faço poucos amigos. Tenho muitos conhecidos, tenho pessoas de quem gosto, mas amigos tenho poucos. E no trabalho são muitíssimo poucos. Neste momento, são duas as pessoas que eu considero amigas (no trabalho). Sei que se precisar delas, elas estarão sempre lá, nos maus e nos bons momentos. E vice-versa. No sábado, uma delas sofreu um AVC. Assim, sem ninguém estar à espera.

Aqui há uns anos, ela deu-me esta vela. Há anos que ela está em cima do meu computador. Há anos que ela é apenas um objecto em cima do computador. Desde ontem que de vez em quando olho para ela e que penso na minha amiga e em como ela se vai pôr boa, mesmo que a jornada seja difícil, mesmo que demore tempo. Por isso, hoje este é o meu objecto de eleição


Hoje

Sinto-me optimista. Hoje consigo ver esperança de que tudo vai correr bem melhor do que ontem imaginei. E isso deixa-me tranquila.



segunda-feira, 19 de março de 2012

19 de Março - Série



Hoje não é um bom dia. Não é um bom começo de semana. Por isso apenas vou deixar aqui uma nota rápida relativamente a este tema, para não deixar de continuar o desafio. A minha série é e sempre será o "Verão Azul". Depois existem algumas mais recentes como "Conta-me como foi", "A Anatomia de Grey", "Downton Abbey", que não poderiam faltar. Há muitas mais, mas estas são das que mais gosto e hoje não me apetece alongar mais. Desculpem-me.

Para ti

um beijo muito grande e um desejo de que voltes para ao pé de nós o mais breve possível. Sei que vai ser uma luta difícil, mas és uma mulher de garra e sei que, com a força que sempre mostraste ter e com a ajuda de todos nós, vais conseguir superar este obstáculo que resolveu por-se à tua frente.

Estou aqui sempre.

domingo, 18 de março de 2012

18 de Março - Feriado

25 de Dezembro. Porque, para mim, independentemente da religião de cada um, este dia representa o dia da família. O dia da minha família (que é grande como tudo!). Da família que eu adoro.

sábado, 17 de março de 2012

17 de Março - Frase / Poema

São muitas e muitos, tenho mesmo um caderninho com eles, mas de momento esta é a "frase" que faz mais sentido na minha vida (e penso que na vida de toda a gente...):

sexta-feira, 16 de março de 2012

16 de Março - Filme

Thrillers (não filmes de terror)

Este é o número um:




Mas por baixo vem este:



E mais este:





Depois, noutras categorias, também há o Clube dos Poetas Mortos, o Vida Interrompida, O Beleza Americana, Um Amor Inevitável, Pretty Woman e tantos outros...

quinta-feira, 15 de março de 2012

E pedra!





Bateu aqui nas janelas com uma força!

Eu não disse que ia vir tudo de uma vez?

E a trovoada que vai por estes lados?

Que espetáculo!!! É com cada relâmpago seguido de trovão...!

Eu hoje

estava bem era longe. Longe de tudo e de todos. Sózinha. Onde não houvesse mais nada que silêncio. Onde pudessse fechar os olhos e não pensar em nada.  Onde os problemas desaparecessem nem que fosse por momentos.

Mas não. Estou aqui e tenho que enfrentar a vida de caras porque ela não se resolve sozinha.

Todos os dias tenho a prova

Se alguma vez resolvo pisar o risco (mesmo que calculado), no momento seguinte acontece sempre algo para me "castigar". Nunca falha.

Decididamente, não tenho direito a folgas, isso é só para alguns.

15 de Março - Local de férias


Bom, este tem pano para mangas... Quando penso em local de férias, penso em vários.

Penso nos locais de férias da minha meninice: Vila Real de Santo António, onde passamos 15 dias de férias sempre no mesmo alugado durante vários anos e onde fui muito feliz; a aldeia do meu pai, onde passávamos os outros 15 dias de férias e onde aprendi a cavar batatas, a apanhar couves e milho, onde corri, saltei, brinquei com um "rancho" de primos todos da minha idade.

Penso no local onde passei as últimas férias com o meu pai, em Manta Rota. Foi na viagem de regresso que o perdi.

E depois penso em Melides. A minha Melides. A minha Lagoa de Melides. A minha praia de Melides. O meu parque de campismo de Melides. Já são quase 30 anos. Todos os anos, sem falhar. Uns anos mais tempo (cheguei a passar lá 2 meses e meio seguidos), outros anos menos, mas sempre Melides. Fiz amigos, fiz "inimigos", namorei, casei, tive um filho, divorciei, juntei, tive mais dois filhos, sempre com Melides presente. Gosto acima de tudo da sua simplicidade.

Há também aqueles locais que são viagens únicas e que ficam para sempre na memória. A Madeira, quando fiz o baptismo de vôo à minha mãe (com quase 60 anos) e ao meu filho mais velho. Linda. Os Açores (não todo mas parte) , no ano em que me divorciei e que resolvi que merecia ser feliz, quando fui com a minha irmã numa viagem inesquecível. E Cuba, linda Cuba, onde fui com a minha irmã (mais uma vez) e onde conheci pessoas maravilhosas, que do meio de tantas dificuldades que passam, conseguem sempre ter um sorriso para nós, transmitir-nos uma alegria contagiante, deixar-nos memórias tão boas que nunca conseguirei esquecer.

quarta-feira, 14 de março de 2012

14 de Março - Calçado



Descalça. Pudesse eu e andava sempre descalça. Não dou importância ao calçado, apenas me importa que seja confortável e quente ou fresco, conforme a estação. Em casa, a primeira coisa que faço assim que chego é descalçar-me. E se for Verão, ando assim, de pé ao léu. Se for Inverno uso umas pantufas apenas porque o meu chão é muito frio, mas também dou por mim em meias pela casa fora.

Sou uma pé-deslcaço, é o que é.

terça-feira, 13 de março de 2012

Escritas com que eu concordo totalmente (1)

O estatuto que merecemos está em poder decidir se queremos ou não ser profissionais com carreiras de topo sem que abdicar disso nos diminua.

escrito pela Me




Isto é o que se chama não fazer nada e ainda receber por isso

Ele continua a receber ordenado de "super-ministro", não continua? Mas então, se não tem nada para fazer...?

Eu até tenho tentado fotografá-los

Mas sou uma naba e a fotografia sai-me sempre tremida.


E longe


De qualquer maneira, todos os dias tenho ido ao quintal só para olhar um bocadinho para eles.

13 de Março - Cheiro / Perfume



São poucos os perfumes que gosto. Tudo porque tenho uma "alergia" a quase todos os perfumes, sendo que fico com uma dor de cabeça tão grande que deixo de conseguir "funcionar". E até sou uma pessoa cheia de sorte, porque todas as colegas com que tenho trabalhado não usam perfumes que me "prejudiquem". Portanto, pelo meu narizinho só passam perfumes muito suaves, do género perfume de bebé. Todos os outros.. dispenso (ou tenho que dispensar).

Já relativamente aos cheiros, isso é outra história. Cheiro de um bebé pequenino, cheiro dos meus filhos, cheiro do meu homem, cheiro de um banho acabado de tomar, cheiro do café acabado de tirar, cheiro do mar, cheiro das primeiras chuvas e tantos outros cheiros. Tudo cheiros que me dão uma boa sensação, que me trazem paz. Cheiros bons.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Pronto. Já tenho desafio para Abril!

Vai ser este. Mas só mesmo em Abril, que isto de muitos desafios ao mesmo tempo acaba por dar confusão na minha cabeça (que já está velha e cansada... :) ).

Tomei-lhe o gosto e, parecendo que não, é uma maneira de "desanuviar" as ideias que de vez em quando são um bocadinho negras.

É engraçado

como, ainda que virtualmente, a blogosfera nos dá a conhecer pessoas com quem sentimos, logo ou aos poucos, uma enorme empatia.

12 de Março - Cidade



Devo confessar que conheço poucas cidades fora de Portugal. Dentro do nosso País coonheço várias, cada uma bonita à sua maneira, com todas as suas singularidades.

Mas perdoem-me a parcialidade, a minha cidade é Lisboa.


domingo, 11 de março de 2012

11 de Março - Sobremesa



Já aqui disse várias vezes que sou uma gulosa sem remédio. Tudo o que sejam "doces de colher" marcham. E não consigo dizer qual o que gosto mais, porque gosto de quase todos. Portanto, fica aqui a fotografia que tirei da "serradura" que fiz às 11 da noite para trazer como sobremesa do almoço de segunda (sim, eu pertenço com muito orgulho à "turma da marmita"):

sábado, 10 de março de 2012

10 de Março - Parte do dia (manhã, tarde, noite)



Meio da manhã. Início da tarde. É a minha escolha. Gosto muito do amanhecer quando atravesso a ponte para Lisboa, gosto muito do entardecer quando atravesso a ponte de regresso, mas... sou mais feliz (e mais produtiva também) a desde meio da manhã até a meio da tarde, altura em que começo a quebrar.

sexta-feira, 9 de março de 2012

KONY 2012

Divulguem. Tornem-no famoso.

Desafio (com actualização)

Foi-me lançado um desafio pela Vecas e pela Anita. Obrigada a vocês que se lembraram de mim. As regras ditam:

1. escrever 11 factos aleatórios sobre nós próprios;
2. responder às perguntas que foram propostas e criar 11 novas perguntas para as próximas pessoas.
3. escolher as próximas pessoas e colocar o link
4. ir à página delas dizer que lhes foi proposto este desafio
5. nada de taggs de volta.
6. postar o conjunto de informações relativamente ao que o desafio consiste.

Vamos lá então...
 
- 11 Factos aleatórios sobre mim:
 
1. Sou extremanente tímida (verdade, verdadinha);
2. Tenho pavor de ir ao dentista (apanhei um carniceiro quando tinha 9 anos e nunca mais fui a mesma)
3. Adoro o silêncio (numa casa de 5 é coisa que não impera muito...)
4. O mar é o meu confidente
5. Detesto penas (gsto de pássaros, mas só ao longe)
6. Adoro conduzir sem destino
7. Choro com muita facilidade
8. Mas também rio com muita facilidade
9. Adoro dormir
10 . Se pudesse, gostava de falar todas as línguas do Mundo
11. O meu trabalho não me preenche (mas não deixo de o fazer o melhor que sei e que posso)
 
- Responder às perguntas que foram propostas (Vecas)
 
1- campo ou praia? Praia, sempre praia
2- mar ou piscina? Mar, claro.
3- água ou vinho? Água. Não bebo bebidas alcoólicas (sou um bicho raro, eu sei)
4- cidade ou vila ? Vila.
5- café ou leite? Os dois.
6-ouro ou prata? Não tenho grande preferência...
7- arrependes.te de algo na tua vida? Muitas coisas. Mas não há nada a fazer e andei para a frente.
8- cor do cabelo? Castanho.
9- Mudarias o teu nome se sim qual? Não, gosto muito dele.
10-De que te orgulhas mais? De três gerado três pessoas tão maravilhosas.
11- Um desejo para ano 2012 ? Conseguir chegar ao dia 31 de Dezembro... :)

-  Responder às perguntas que foram propostas (Anita)


1. Praia favorita? Quase todas as praias da costa alentejana

2. Já sentiste raiva de alguém? Já. Do homem que matou o meu pai
3. Cor favorita? Azul
4. Signo? Balança
5. Clube? SLB!SLB!SLB!
6. Gostas de cozinhar? Sim, mas não por obrigação.
7. Nome favorito? Não é só um são vários: Marina, Margarida, Inês, Mafalda, Rodrigo, Miguel, Ricardo...
8. Tens tatuagens? Não
9. Cantas bem? mmmm... não. Mas adoro cantar.
10. Já foste traída? Já.
11.Já bateste em alguém? Já. Umas palmadas no rabo dos meus filhos. De resto, acho que não.

- 11 perguntas minhas para as próximas pessoas

1. Quente ou frio?
2. Flor preferida?
3. Viagem preferida?
4. Cor dos olhos?
5. Doce favorito?
6. Objecto preferido?
7. Chá ou café?
8. Fruta favorita?
9. Caneta ou lápis?
10. Prato favorito?
11. Filme inesquecível?

Próximas pessoas: As perguntas estão feitas e como tenho sempre dificuldade em nomear pessoas para estas coisas, convido quem por aqui passar, se quiser, a aceitar este desafio.

A Marisa também me lançou este desafio. Fico sempre feliz que se lembrem de mim. Obrigada! Então cá vão as respostas às perguntas dela:


1. Praia ou Campo? Praia, sempre.

2. Cidade favorita? Não conheço muitas, mas a minha Lisboa é a minha Lisboa...
3. Clube futebolístico? Sport Lisboa e Benfica. Sempre.
4. Cor? Azul
5. Signo? Balança
6. Artista favorito? São vários, mas gosto muito do Anthony Hopkins, por exemplo.
7. Pessoa que mais odeias? ... acho que não nutro ódio por ninguém. Mas, sinceramente, detesto a nossa actual classe política (sem escolha de partido)
8. Pessoa que mais gostas? Eu (porque não poderia responder apenas uma, respondo assim...)
9. Pior defeito? A timidez (é necessário conhecerem-me pessoalmente para perceber este meu defeito...)
10. Melhor qualidade? Sei escutar.
11. Gostas de mim? (eheheh… esta é a Nilton) Por aquilo que leio, gosto. Muito.

Posts que li e que gostei (47)

(a gritar) ESTOU TÃO FARTO DISTO



A noticia: “A Coca-Cola e a Pepsi vão alterar a composição dos seus refrigerantes eliminando substâncias potencialmente cancerígenas, nomeadamente o 4-metilimidazol (4-MI), que dá às bebidas o tom de caramelo”.
O que me faz gritar que estou farto disto é a ironia da coisa: até a bebida mais simbólica do capitalismo selvagem é apanhada pelo politicamente correcto que tomou conta desse mesmo capitalismo.
Tudo mata, tudo faz mal, e eu começo a perder a paciência para os updates diários do software da nossa vida: hoje os ovos fazem bem ou mal? A sardinha continua na prateleira verde ou já lhe descobriram o ingrediente para mudar para o encarnado e ir fazer companhia à carne de vaca? A dourada é boa – mas se for de “aviário”, parece que é má. Farinheira, sabe tão bem e “diz que” faz tão mal.
E quantos cafés posso beber? Para não abusar no café, bebo descafeinado – “faz pior”, diz logo alguém. Para prevenir diabetes, uso adoçante – “ui, isso é péssimo”, já sei...
E o vinho, continua no verde se bebido “à taxa” de um copo por refeição? De que tamanho pode ser o copo?
Acabei de me informar e confirma-se que o porco é omnívoro, o que significa que na sua alimentação podem entrar bolas de ping-pong, óculos partidos e mesmo cadeiras. A bifana está ameaçada? Não devo comer a minha querida carne de porco à alentejana?
Agora é a Coca-Cola. Por deus, dá para não meterem a Coca-Cola nisto? Podiam fazer o favor de nos deixar em paz (pelo-menos-sobre -uma-bebida-que-já-sabíamos-que-devia-fazer-mal-mas-não-queríamos-que-nos-maçassem-com-o-assunto)?

PS _ Disseram-lhe que o leite não era lá muito bom para a saúde dos adultos? Pois esqueça: “Travar ou mesmo prevenir o aparecimento das células malignas responsáveis por alguns tipos de cancro da mama pode passar por um gesto tão simples como beber leite”. Leia o resto aqui. E ria, ria muito. O mundo não está perigoso, está mas é ensandecido...


Do Pedro Rolo Duarte


Really???

Quem é ele para falar em falta de lealdade institucional?

Nota: Não estou a defender ninguém nem nenhum partido, até porque nestes últimos anos não me identifico com nenhum deles. É apenas uma pergunta sobre a pessoa que fez tal afirmação e atendendo ao seu percurso político.

9 de Março - Mania/Superstição



Estou para aqui farta de dar voltas e a única que encontrei é uma mania que tenho muito parva (e que não tem nada a ver com superstições): Durante os dias de trabalho ponho o alarme do telemóvel para as 5 e 5 da manhã, vou-o desligando a cada 10 minutos que ele vai tocando até às 5.45h, hora a que me levanto...

É parvo, eu sei, mas aviso que eu tenho a capacidade de conseguir dormir naqueles 10 minutos de intervalo em cada toque (!).

quinta-feira, 8 de março de 2012

E com isto tudo esqueci-me do mais importante

O meu filho do meio foi aquele que, assim que se levantou de manhã, me deu um abraço enorme e me disse "feliz dia da mulher mamã!"

Mulher #10

"Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil."

Leon Tolstoi




Mulher #9

retirada do google imagens

Mulher #8

retirada do google imagens

Mulher #7

encontrada no google imagens

Mulher #6



retirada do google imagens
 

Mullher #5

"Esta é a Forma Fêmea

Esta é a forma fêmea:

dos pés à cabeça dela exala um halo divino,
ela atrai com ardente
e irrecusável poder de atração,
eu me sinto sugado pelo seu respirar
como se eu não fosse mais
que um indefeso vapor
e, a não ser ela e eu, tudo se põe de lado
- artes, letras, tempos, religiões,
o que na terra é sólido e visível,
e o que do céu se esperava
e do inferno se temia,
tudo termina:
estranhos filamentos e renovos
incontroláveis vêm à tona dela,
e a acção correspondente
é igualmente incontrolável;
cabelos, peitos, quadris,
curvas de pernas, displicentes mãos caindo
todas difusas, e as minhas também difusas,
maré de influxo e influxo de maré,
carne de amor a inturgescer de dor
deliciosamente,
inesgotáveis jactos límpidos de amor
quentes e enormes, trémula geléia
de amor, alucinado
sopro e sumo em delírio;
noite de amor de noivo
certa e maciamente laborando
no amanhecer prostrado,
a ondular para o presto e proveitoso dia,
perdida na separação do dia
de carne doce e envolvente.

Eis o núcleo — depois vem a criança
nascida de mulher,
vem o homem nascido de mulher;
eis o banho de origem,
a emergência do pequeno e do grande,
e de novo a saída.

Não se envergonhem, mulheres:
é de vocês o privilégio de conterem
os outros e darem saída aos outros
— vocês são os portões do corpo
e são os portões da alma.

A fêmea contém todas
as qualidades e a graça de as temperar,
está no lugar dela e movimenta-se
em perfeito equilíbrio,
ela é todas as coisas devidamente veladas,
é ao mesmo tempo passiva e activa,
e está no mundo para dar ao mundo
tanto filhos como filhas,
tanto filhas como filhos.
Assim como na Natureza eu vejo
minha alma refletida,
assim como através de um nevoeiro,
eu vejo Uma de indizível plenitude
e beleza e saúde,
com a cabeça inclinada e os braços
cruzados sobre o peito
— a Fêmea eu vejo. "


Walt Whitman, in "Leaves of Grass"

Mulher #4

retirada do google imagens

Mulher #3

"A Mulher Mais Bonita do Mundo

estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram
flores novas na terra do jardim, quero dizer
que estás bonita.

entro na casa, entro no quarto, abro o armário,
abro uma gaveta, abro uma caixa onde está o teu fio
de ouro.

entre os dedos, seguro o teu fino fio de ouro, como
se tocasse a pele do teu pescoço.

há o céu, a casa, o quarto, e tu estás dentro de mim.

estás tão bonita hoje.

os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

estás dentro de algo que está dentro de todas as
coisas, a minha voz nomeia-te para descrever
a beleza.

os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

de encontro ao silêncio, dentro do mundo,
estás tão bonita é aquilo que quero dizer."


José Luís Peixoto, in "A Casa, a Escuridão"

Mulher #2

retirada do google imagens

8 de Março - Amor



Amor. Amor de mãe. Amor de filha. Amor de mulher. Amor de namorada. Amor de amiga. Amor.

"O Amor é...

O amor é o início. O amor é o meio. O amor é o fim. O amor faz-te pensar, faz-te sofrer, faz-te agarrar o tempo, faz-te esquecer o tempo. O amor obriga-te a escolher, a separar, a rejeitar. O amor castiga-te. O amor compensa-te. O amor é um prémio e um castigo. O amor fere-te, o amor salva-te, o amor é um farol e um naufrágio. O amor é alegria. O amor é tristeza. É ciúme, orgasmo, êxtase. O nós, o outro, a ciência da vida.

O amor é um pássaro. Uma armadilha. Uma fraqueza e uma força.

O amor é uma inquietação, uma esperança, uma certeza, uma dúvida. O amor dá-te asas, o amor derruba-te, o amor assusta-te, o amor promete-te, o amor vinga-te, o amor faz-te feliz.

O amor é um caos, o amor é uma ordem. O amor é um mágico. E um palhaço. E uma criança. O amor é um prisioneiro. E um guarda.

Uma sentença. O amor é um guerrilheiro. O amor comanda-te. O amor ordena-te. O amor rouba-te. O amor mata-te.

O amor lembra-te. O amor esquece-te. O amor respira-te. O amor sufoca-te. O amor é um sucesso. E um fracasso. Uma obsessão. Uma doença. O rasto de um cometa. Um buraco negro. Uma estrela. Um dia azul. Um dia de paz.

O amor é um pobre. Um pedinte. O amor é um rico. Um hipócrita, um santo. Um herói e um débil. O amor é um nome. É um corpo. Uma luz. Uma cruz. Uma dor. Uma cor. É a pele de um sorriso. "

Joaquim Pessoa, in 'Ano Comum'



O Amor é tudo.

Mulher #1

"Calçada de Carriche


Luísa sobe,
sobe a calçada,
sobe e não pode
que vai cansada.
Sobe, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe
sobe a calçada.

Saiu de casa
de madrugada;
regressa a casa
é já noite fechada.
Na mão grosseira,
de pele queimada,
leva a lancheira
desengonçada.
Anda, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada.

Luísa é nova,
desenxovalhada,
tem perna gorda,
bem torneada.
Ferve-lhe o sangue
de afogueada;
saltam-lhe os peitos
na caminhada.
Anda, Luísa.
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada.

Passam magalas,
rapaziada,
palpam-lhe as coxas,
não dá por nada.
Anda, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada.

Chegou a casa
não disse nada.
Pegou na filha,
deu-lhe a mamada;
bebeu da sopa
numa golada;
lavou a loiça,
varreu a escada;
deu jeito à casa
desarranjada;
coseu a roupa
já remendada;
despiu-se à pressa,
desinteressada;
caiu na cama
de uma assentada;
chegou o homem,
viu-a deitada;
serviu-se dela,
não deu por nada.
Anda, Luísa.
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada.

Na manhã débil,
sem alvorada,
salta da cama,
desembestada;
puxa da filha,
dá-lhe a mamada;
veste-se à pressa,
desengonçada;
anda, ciranda,
desaustinada;
range o soalho
a cada passada;
salta para a rua,
corre açodada,
galga o passeio,
desce a calçada,
desce a calçada,
chega à oficina
à hora marcada,
puxa que puxa,
larga que larga,
puxa que puxa,
larga que larga,
puxa que puxa,
larga que larga,
puxa que puxa,
larga que larga;
toca a sineta
na hora aprazada,
corre à cantina,
volta à toada,
puxa que puxa,
larga que larga,
puxa que puxa,
larga que larga,
puxa que puxa,
larga que larga.
Regressa a casa
é já noite fechada.
Luísa arqueja
pela calçada.
Anda, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada,
sobe que sobe,
sobe a calçada,
sobe que sobe,
sobe a calçada.
Anda, Luísa,
Luísa, sobe,
sobe que sobe,
sobe a calçada."

António Gedeão, in 'Teatro do Mundo'

quarta-feira, 7 de março de 2012

Vibro com as boas notícias dos outros

como se fossem comigo. Estou mesmo contente!

7 de Março - Estação do ano



 



A Primavera. Quando era miúda, a minha estação era o Verão. As férias, o calor, a praia, as saídas com os amigos.

Agora estou a ficar "velhota". E o calor em demasia faz-me mal. E as praias cheias não me agradam. E a Primavera diz-me muito mais. A luz do Sol é diferente. As flores. As temperaturas amenas que permitem longos passeios.

A Primavera é decididamente a minha estação do ano.

Labels

... (186) ' (1) 'Cóltura (1) 'o melhor país do mundo' (9) 'o melhor país do mundo'; (1) 'One Good Deed a Day' (15) "Cóltura" (5) "o melhor país do mundo" (78) 101 coisas em 1001 dias (4) 2010 (8) 2011 (7) 2012 (6) 2013 (2) 2013 Technicolor (55) 2014 (3) 25 de Abril (2) 30 dias para o Natal 30 agradecimentos (30) 31 dias para o Novo Ano 31 desejos (31) a idade não perdoa (1) a minha família (9) a minha família e a blogosfera (3) a vida como ela é (121) actualidade (1) ai (1) ai... (1) alegria no trabalho (1) almoço (1) amigos (8) animais (12) aniversários (38) aprender (2) aquilo que eu acho (1) as amantes do verão (31) atletismo (1) atrasados mentais (2) Benfica (5) blog (36) blogger (2) Blogosfera (162) Boas ideias (1) bullying (1) cabeça no ar (2) calor (1) cansaço (1) Carnaval (5) cinema (21) Citações (26) coisas boas (4) coisas da maternidade (1) coisas giras (2) coisas hilariantes (1) coisas minhas (89) coisas que gosto (142) coisas que me acontecem (1) coisas que me sabem bem (1) coisas que não compreendo (2) coisas raras (1) coisas sem interesse nenhum (1) coisas simples (1) conselhos (5) crise (1) crónicas (1) culinária (18) de vez em quando sabe bem desabafar (1) decisões em família (1) desafio 12 meses (12) desafios (143) desporto (3) dias especiais (17) dinheiro (52) doenças (37) eleições (10) escritores (1) escritos que gosto (3) estação favorita (2) estações favoritas (5) Eu (283) eu sou assim (4) Eu sou dadora de sangue com muito orgulho (1) Eu sou dadora de sangue com nuito orgulho (1) exageros (1) F/M (4) faltas de educação (15) Família (103) (9) felicidade (6) férias (107) Filhos (199) fim-de-semana (1) finanças (6) fobias (1) fora do trabalho (1) fotografia (94) fruta (1) Futebol (44) grandes verdades que vou encontrando por aí (1) greve (2) gulodices (1) hobbies (23) idade (1) Idiotas com "i" grande (1) idiotices sem explicação (6) indecisões... (4) Inícios (8) intuição (1) irmã (1) irritações (1) jornais (16) justiça para todos? (14) liberdade (2) Lisboa (1) livros (80) marmitas (1) mau feitio (1) mau feitio... (209) mazelas minhas (2) mimos (15) momentos bons (1) Mundo (49) música (106) música/dança???? (1) Natal (72) net (62) o melhor país do mundo (9) Pai (5) palavra do dia (36) parvoíces (3) parvoíces minhas (1) parvoíces... (59) pausas que me sabem bem (1) pequenos prazeres (1) perda de peso (7) pessoas especiais (39) pessoas por aí (1) Pobre Portugal... (8) poesia (1) Política (125) Portugal (128) Portugal - liberdade (4) Portugal. liberdade (4) poupança (7) praia (3) preguiçosa (1) Projecto 365 (67) publicidade (30) quando eu era pequenina (6) Rádio (25) reflexões (56) relaxar (4) revistas (3) Saúde (36) selos (4) sobre os preconceitos e as lições que a vida nos dá (1) sol (1) solidariedade (2) sonhos... (1) Tejo (1) Tempo (115) tenho frio (1) todos diferentes todos iguais (1) tontices (2) trabalho (158) trabalhos manuais (2) trânsito (3) transportes (6) tv (80) vícios (6) vida escolar (45) YES (1)

Também leio...

As fotografias inseridas neste blog têm origem em:

- Mim própria;
- i can read;
- And it's love;
- vi.sualise.us;
- google;
- Pinterest

Qualquer foto vossa que aqui estiver e que não queiram publicada, digam, que eu retiro imediatamente.