sexta-feira, 27 de abril de 2012

Vizinhos

Hoje de manhã aconteceu-me uma situação caricata. Vivo num prédio pequeno, com muito poucos andares e em que nos conhecemos todos uns aos outros. Não de frequentarmos a casa uns dos outros, mas, se for preciso, de bater à porta de qualquer um para pedir ou falar de algo.


Acontece que no meu prédio mais de metade das casas é habitada por idosos. A minha vizinha de andar é uma dessas idosas. E tem estado adoentada tendo, inclusivamente, ficado na semana passada em casa de uma neta para ficar melhor.

Hoje de manhã, quando vou a sair de casa vejo a porta da casa dela entreaberta. Fiquei logo de pé atrás (com os assaltos que andam por aí, sei lá o que poderia ter acontecido...). Bati à porta, toquei à campainha, chamei por ela e nada. Espreitei lá para dentro e só vi o gato dela a esconder-se. Como estava com os miúdos, resolvi não entrar logo e fui bater ao vizinho de cima (o meu marido já tinha saído para o trabalho), um miúdo novo que ou estava a dormir ferrado ou nem sequer estava em casa. Volto para baixo digo aos miúdos para se manterem à porta, voltei a tocar à campainha e resolvo entrar e chamar por ela, continuando sem resposta nenhuma. Começo a imaginar coisas e fico à espera de a ir encontrar numa divisão da casa no chão inconsciente ou pior. Vou pela casa, sempre a chamá-la, e quando finalmente chego ao quarto abro a porta e... lá estava a senhora, meia estremunhada, acabadinha de acordar. Tinha ouvido falar, mas como nós ao sair de casa costumamos fazer um bocadinho de barulho (por mais que mande os miúdos falar baixo é praticamente impossível, que vergonha...), deixou-se estar. Quanto à porta, como ela não desliza bem, convenceu-se que a tinha fechado (no trinco) e afinal não tinha...

Enfim, uma aventura logo de manhã que me deixou um bocadito "assarapantada".

4 comentários:

  1. Mas olha essa tua vizinha teve sorte, pois foste TU que encontraste a porta aberta. Agora imagina que era uma pessoa mal intencionada e que lhe fizesse mal? Poderia não ter corrido tão bem.
    Sou da opinião de que pessoas a partir de uma certa idade não deveriam viver sozinhas, pois pode sempre acontecer casos como estes, e piores.
    Fico feliz por ter acabado bem :)

    BJS DOCINHOS XXX

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando vi a porta aberta pensei logo num assalto... Eu também concordo contigo, as pessoas a partir de uma certa idade deviam ter companhia, mas isso somos nós (e às vezes as pessoas também não têm como...).

      O que vale é que o nosso prédio é pequeno, há sempre gente durante o dia e a rua é relativamente familiar, todos se conhecem mais ou menos. O problema é mesmo de noite...

      Beijocas grandes e bom fim-de-semana

      Eliminar
  2. Querida Carla, ainda bem que foste corajosa e entraste! E ainda bem que foste tu que deste com a porta aberta! Tenho um certo receio por mim e pelos meus, de um dia me acontecer o mesmo! Às vezes pensamos que fechámos as portas e voltamos atrás e afinal estava aberta! Imagina com a idade...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Ainda no feriado já tinha ido até ao final da rua no carro e voltei atrás porque fiquei com a sensação que me tinha esquecido da porta do quintal aberta. E tenho eu quase metade da idade dessa senhora...

      Beijinhos e bom fim-de-semana

      Eliminar

Labels

... (186) ' (1) 'Cóltura (1) 'o melhor país do mundo' (9) 'o melhor país do mundo'; (1) 'One Good Deed a Day' (15) "Cóltura" (5) "o melhor país do mundo" (78) 101 coisas em 1001 dias (4) 2010 (8) 2011 (7) 2012 (6) 2013 (2) 2013 Technicolor (55) 2014 (3) 25 de Abril (2) 30 dias para o Natal 30 agradecimentos (30) 31 dias para o Novo Ano 31 desejos (31) a idade não perdoa (1) a minha família (9) a minha família e a blogosfera (3) a vida como ela é (121) actualidade (1) ai (1) ai... (1) alegria no trabalho (1) almoço (1) amigos (8) animais (12) aniversários (38) aprender (2) aquilo que eu acho (1) as amantes do verão (31) atletismo (1) atrasados mentais (2) Benfica (5) blog (36) blogger (2) Blogosfera (162) Boas ideias (1) bullying (1) cabeça no ar (2) calor (1) cansaço (1) Carnaval (5) cinema (21) Citações (26) coisas boas (4) coisas da maternidade (1) coisas giras (2) coisas hilariantes (1) coisas minhas (89) coisas que gosto (142) coisas que me acontecem (1) coisas que me sabem bem (1) coisas que não compreendo (2) coisas raras (1) coisas sem interesse nenhum (1) coisas simples (1) conselhos (5) crise (1) crónicas (1) culinária (18) de vez em quando sabe bem desabafar (1) decisões em família (1) desafio 12 meses (12) desafios (143) desporto (3) dias especiais (17) dinheiro (52) doenças (37) eleições (10) escritores (1) escritos que gosto (3) estação favorita (2) estações favoritas (5) Eu (283) eu sou assim (4) Eu sou dadora de sangue com muito orgulho (1) Eu sou dadora de sangue com nuito orgulho (1) exageros (1) F/M (4) faltas de educação (15) Família (103) (9) felicidade (6) férias (107) Filhos (199) fim-de-semana (1) finanças (6) fobias (1) fora do trabalho (1) fotografia (94) fruta (1) Futebol (44) grandes verdades que vou encontrando por aí (1) greve (2) gulodices (1) hobbies (23) idade (1) Idiotas com "i" grande (1) idiotices sem explicação (6) indecisões... (4) Inícios (8) intuição (1) irmã (1) irritações (1) jornais (16) justiça para todos? (14) liberdade (2) Lisboa (1) livros (80) marmitas (1) mau feitio (1) mau feitio... (209) mazelas minhas (2) mimos (15) momentos bons (1) Mundo (49) música (106) música/dança???? (1) Natal (72) net (62) o melhor país do mundo (9) Pai (5) palavra do dia (36) parvoíces (3) parvoíces minhas (1) parvoíces... (59) pausas que me sabem bem (1) pequenos prazeres (1) perda de peso (7) pessoas especiais (39) pessoas por aí (1) Pobre Portugal... (8) poesia (1) Política (125) Portugal (128) Portugal - liberdade (4) Portugal. liberdade (4) poupança (7) praia (3) preguiçosa (1) Projecto 365 (67) publicidade (30) quando eu era pequenina (6) Rádio (25) reflexões (56) relaxar (4) revistas (3) Saúde (36) selos (4) sobre os preconceitos e as lições que a vida nos dá (1) sol (1) solidariedade (2) sonhos... (1) Tejo (1) Tempo (115) tenho frio (1) todos diferentes todos iguais (1) tontices (2) trabalho (158) trabalhos manuais (2) trânsito (3) transportes (6) tv (80) vícios (6) vida escolar (45) YES (1)

Também leio...

As fotografias inseridas neste blog têm origem em:

- Mim própria;
- i can read;
- And it's love;
- vi.sualise.us;
- google;
- Pinterest

Qualquer foto vossa que aqui estiver e que não queiram publicada, digam, que eu retiro imediatamente.