terça-feira, 10 de novembro de 2009

Gripe A + Saúde24 + Hospitais Públicos (Urgência Pediátrica)

Andando o meu filho n.º 2 com uma tosse com expectoração desde 6.ª feira, tendo uma dor de cabeça intensa durante o dia de ontem e tendo recebido um telefonema da escolinha dele para o ir buscar porque estava com 38,5ºC de febre e depois de continuar com febres entre os 38,9º e 39,4º C, achei que devia ligar para o Saúde 24 (tal e qual como eles dizem, para não entupir as urgências do hospital desnecessariamente) e saber como agir. Depois de 20 minutos em espera lá me atnderam, respondi a todas as perguntas com a maior exactidão possível e depois de mais duas esperas, mandaram-me para a urgência pediátrica mais perto, pois achavam que ele apresentava sintomas de gripe A. Dar-lhe Ben-U-Ron de imediato, uma vez que àquela altura estava com 39,4º de febre. Pediram-me para lhe pôr uma máscara, para não se aproximar a menos de um metro das pessoas, para lavar as mãos constantemente, enfim, os cuidados que lemos em todo os lado. Ah, e dizem-me para dizer que já vamos referenciados pela Saúde 24 (achei que isto daria mais celeridade ao processo. Pois.)

Chegados às urgências, disse o que se passava, dei a indicação da linha telefónica e mandam-nos para a sala de espera. Ok. Um miúdo que vem com suspeitas de gripe é colocado numa sala enorme, onde estão todos os outros meninos, também com gripe ou não (alguns era uma questão de pernas ou braços partidos...), sujeitos a serem contagiados. Começa bem. Passados 5 minutos, triagem. As mesmas perguntas da linha telefónica, medição de febre (naquele momento e porque tinha tomado o remédio, obviamente a febre estava apenas em 37,4º), peso. Indicação de voltar para a sala de espera e aguardar que o médico chamasse. Se a febre aumentasse, voltar à triagem. Certo.

Passadas 3 HORAS E MEIA, ou seja às 23.30h (tive o bom senso de lhe dar um caldinho de sopa antes de sairmos e de levar umas bolachas para o caso de surgir fome, parece que adivinhava), a febre começa a subir outra vez. Porque não nos chamavam, voltei à triagem e lá estavam 38,7º outra vez. Mais Ben-U-Ron, mais sala de espera.

Passados 10 minutos lá nos chamam. Continuo convencida que se não tivesse ido à triagem por causa de febre, ainda tinha demorado mais tempo a sermos chamados.

Agora, a parte melhor: Sala de consulta, uma sala onde são atendidos 2 miúdos ao mesmo tempo, por duas médicas constipadas, que tossiam de qualquer maneira ( a que atendeu o meu filho tinha máscara mas a outra não e chegou a tossir sem pôr braço, mão, lenço, qualquer coisa à frente da boca. Juro.). Mais perguntas e à resposta "a Saúde 24 mandou-me vir cá" a seguinte afirmação: "eles não conhecem outro caminho senão mandar para o hospital". Tentei disfarçar a minha cara de estupefacção, mas ainda respondi "acredite que não vim para cá sem que me tivessem mandado. Fiz apenas o que vocês pedem, que foi ligar para a linha telefónica.". Seguem-se aqueles exames que todos os pediatras fazem, auscultação, palpação da barriga, ver ouvidos, ver garganta. Diagnóstico (nem sei como classificar isto): "Não sei se tem gripe ou não, não é um menino de grupo de risco não se faz mais nada, vai para casa, controla a febre com Ben-U-Ron e umas gotas para o nariz, dá-lhe muitos líquidos.". O meu filho, porque eu ainda estava em estado de choque depois daquela resposta, perguntou "vou ficar muitos dias em casa?" e ela respondeu "até acabar a febre e mais um dia". Boa noite, obrigada.

Pergunta: Se era para ter uma resposta destas, se era para me dizerem se não sabiam se tinha gripe ou não (???), para que me mandaram para lá? Eu até sei tratar de um filho com gripe, nada do que ela me disse é novidade, controlar febre, muitos líquidos, controlar a prostração. Era coisa que me podiam ter mandado fazer pelo telefone, não? Se não é para fazer teste nenhum... Volto a salientar que estive lá mais de 3 horas e meia para me dizerem isto...

Conclusão: A criança vai tendo febre alta nos intervalos da medicação, continuo sem saber se é uma gripe sazonal ou Gripe A e se nós corremos o risco de ser contagiados com essa mesma Gripe A, no caso de o ser (mais por causa dos outros - o meu marido foi trabalhar e os outros filho foram para a escola...). Olha, a ver vamos ...

E ainda se admiram de os números dos doentes com a Gripe A aumentarem muito de um momento para o outro. Pudera, com diagnósticos feitos assim...

2 comentários:

  1. A minha patroa recentemente teve uma situação assim com a filha mais velha. Tal e qual! Andamos nós a ser bombardeados com informação sobre o que fazer, os procedimentos correctos, etc. E depois é esta bandalheira. É de uma pessoa ficar estúpida da vida, lá isso é!
    As melhoras! Bjitos

    ResponderEliminar
  2. É de ficar completamente sem palavras, sem reacção! E o meu filho só dizia "mamã quero ir para casa...". Antes tivesse ido!

    Bjs e obrigada

    ResponderEliminar

Labels

... (186) ' (1) 'Cóltura (1) 'o melhor país do mundo' (9) 'o melhor país do mundo'; (1) 'One Good Deed a Day' (15) "Cóltura" (5) "o melhor país do mundo" (78) 101 coisas em 1001 dias (4) 2010 (8) 2011 (7) 2012 (6) 2013 (2) 2013 Technicolor (55) 2014 (3) 25 de Abril (2) 30 dias para o Natal 30 agradecimentos (30) 31 dias para o Novo Ano 31 desejos (31) a idade não perdoa (1) a minha família (9) a minha família e a blogosfera (3) a vida como ela é (121) actualidade (1) ai (1) ai... (1) alegria no trabalho (1) almoço (1) amigos (8) animais (12) aniversários (38) aprender (2) aquilo que eu acho (1) as amantes do verão (31) atletismo (1) atrasados mentais (2) Benfica (5) blog (36) blogger (2) Blogosfera (162) Boas ideias (1) bullying (1) cabeça no ar (2) calor (1) cansaço (1) Carnaval (5) cinema (21) Citações (26) coisas boas (4) coisas da maternidade (1) coisas giras (2) coisas hilariantes (1) coisas minhas (89) coisas que gosto (142) coisas que me acontecem (1) coisas que me sabem bem (1) coisas que não compreendo (2) coisas raras (1) coisas sem interesse nenhum (1) coisas simples (1) conselhos (5) crise (1) crónicas (1) culinária (18) de vez em quando sabe bem desabafar (1) decisões em família (1) desafio 12 meses (12) desafios (143) desporto (3) dias especiais (17) dinheiro (52) doenças (37) eleições (10) escritores (1) escritos que gosto (3) estação favorita (2) estações favoritas (5) Eu (283) eu sou assim (4) Eu sou dadora de sangue com muito orgulho (1) Eu sou dadora de sangue com nuito orgulho (1) exageros (1) F/M (4) faltas de educação (15) Família (103) (9) felicidade (6) férias (107) Filhos (199) fim-de-semana (1) finanças (6) fobias (1) fora do trabalho (1) fotografia (94) fruta (1) Futebol (44) grandes verdades que vou encontrando por aí (1) greve (2) gulodices (1) hobbies (23) idade (1) Idiotas com "i" grande (1) idiotices sem explicação (6) indecisões... (4) Inícios (8) intuição (1) irmã (1) irritações (1) jornais (16) justiça para todos? (14) liberdade (2) Lisboa (1) livros (80) marmitas (1) mau feitio (1) mau feitio... (209) mazelas minhas (2) mimos (15) momentos bons (1) Mundo (49) música (106) música/dança???? (1) Natal (72) net (62) o melhor país do mundo (9) Pai (5) palavra do dia (36) parvoíces (3) parvoíces minhas (1) parvoíces... (59) pausas que me sabem bem (1) pequenos prazeres (1) perda de peso (7) pessoas especiais (39) pessoas por aí (1) Pobre Portugal... (8) poesia (1) Política (125) Portugal (128) Portugal - liberdade (4) Portugal. liberdade (4) poupança (7) praia (3) preguiçosa (1) Projecto 365 (67) publicidade (30) quando eu era pequenina (6) Rádio (25) reflexões (56) relaxar (4) revistas (3) Saúde (36) selos (4) sobre os preconceitos e as lições que a vida nos dá (1) sol (1) solidariedade (2) sonhos... (1) Tejo (1) Tempo (115) tenho frio (1) todos diferentes todos iguais (1) tontices (2) trabalho (158) trabalhos manuais (2) trânsito (3) transportes (6) tv (80) vícios (6) vida escolar (45) YES (1)

Também leio...

As fotografias inseridas neste blog têm origem em:

- Mim própria;
- i can read;
- And it's love;
- vi.sualise.us;
- google;
- Pinterest

Qualquer foto vossa que aqui estiver e que não queiram publicada, digam, que eu retiro imediatamente.